Para onde moramos.

 

Onde mora o seu medo?
Pode ser na minha coragem?
Então venha! Em direção à minha coragem!
Mas vem logo!
Que te acolho! Te cuido! Te amo!
E seguimos…

Onde mora o seu pânico?
No seu passado?
Então se conecte ao meu presente.
Somos presentes!
Um do outro. Do Universo!
Da Vida…
Do Silêncio…
Do Mistério…

Onde moram suas inseguranças?
Na sua mente?
Então, mente!
Minta! Sinta! Permita!
Se abra! Se joga…
E vamos brincar…
Vamos, sim…
Vamos…
Dançar… ou sei lá.

Onde mora o seu amor?
Em você mesma?
Então saiba que aqui dentro de mim, mora outro amor!
Ou pode ser o mesmo, quem sabe…
Vamos trocar amores?
Eu topo a brincadeira…

E, assim, seguimos…
Brincamos…
Dançamos…
Amamos…
Tomamos porrada sim…
E tomamos limonada, sim!

E nos olhamos…
Nos surpreendemos…
Nos reconectamos…
Nos envolvemos…
Nos superamos…
E vamos…
Vamos…

E, assim, com ou sem fim…
E, sim, com ou sem fins…
Sendo, sempre, afins…
Entre os muitos nãos…
E os muitos sims…

Vamos…